Pular para o conteúdo principal

Oxhel

Oferta completa em gases medicinais e terapêuticos

A Air Liquide Healthcare possui uma oferta completa em gases medicinais e terapêuticos, como o Oxhel.

Oxhel é uma mistura gasosa administrada por via inalatória composta por Hélio (He) e Oxigênio (O2), normalmente em concentrações de 70:30 ou 80:20 respectivamente, ele é utilizado clinicamente desde a década de 30.

O hélio é um gás inodoro, insípido e fisiologicamente inerte e não possui propriedades farmacológicas. Por ser um gás de baixa densidade, é capaz de atingir partes das vias áreas que os medicamentos broncodilatadores não atingem. Por este motivo, tem sido utilizado em prontos-socorros e UTIs para alívio dos sintomas de obstrução das vias aéreas superiores, resultante de determinadas patologias respiratórias, como asma, DPOC e bronquiolite viral aguda.

Propriedades e Benefícios da Terapêutica com Oxhel

A propriedade mais importante do gás hélio na terapêutica com Oxhel é a de ser menos denso e mais viscoso, dessa forma possui maior facilidade de passar através de uma obstrução das vias aéreas do que o ar ambiente.

O hélio possui densidade 3 vezes menor que a do ar ambiente ou do oxigênio puro.

Por este motivo, ao passar pelas vias pulmonares obstruídas de um paciente, transforma um fluxo aéreo turbulento em um fluxo laminar, ou seja:

  • Reduz a resistência nas vias aéreas
  • Diminui a pressão inspiratória e o trabalho respiratório
  • Além de possuir baixo peso atômico, que permite a passagem da mistura com oxigênio através dos espaços mais estreitos

Na mistura Oxhel, quanto maior a concentração de hélio, menor a fração inspirada de oxigênio (FiO2), e menor a densidade da mistura gasosa. A mistura deve ser utilizada com no máximo 40% de O2, pois uma maior proporção de O2 restringirá a eficácia. A mistura não possui propriedades curativas, apenas paliativas. Porém, sua inalação aumenta a difusão do gás carbônico e pode melhorar a ventilação alveolar. Além disso, não há efeitos adversos conhecidos do Oxhel, apenas a possibilidade de hipoxemia no caso de se utilizar uma concentração insuficiente de O2 na mistura.

Segundo estudos clínicos, o uso do Oxhel melhora o estadiamento clínico, e reduz a taquipnéia e taquicardia resultante de doenças pulmonares obstrutivas. Em pacientes com grave crise de asma, o uso precoce do Oxhel (nas primeiras 24 horas) pode reduzir a obstrução ao fluxo de ar, e facilitar as trocas gasosas. Por promover um fluxo laminar, alivia os sinais e sintomas clínicos, podendo evitar a intubação em pacientes. O Oxhel é também utilizado em mergulho profundo, por oferecer menor efeito narcótico do que o nitrogênio (presente no ar) sob alta pressão.

Informações técnicas

  • Concentrações indicadas (Hélio: Oxigênio): 70:30 ou 80:20;
  • Densidade do gás Hélio: 3 vezes menor em relação ao ar ambiente ou oxigênio puro;
  • Impacto na Fração Inspirada de Oxigênio (FiO2): quanto maior a concentração de hélio, menor a fração inspirada de oxigênio (FiO2), e menor a densidade da mistura gasosa.
Nossa solução atende a necessidade de cada cliente. Entre em contato para saber mais sobre as soluções da Air Liquide Healthcare.

Para mais informações clínicas, confira:

  • J. Carr, B. Jung, G. Chanques and S. Jaber. Helium as a therapeutic gas: an old idea needing some new thought. Eur Respir Mon 2012; 55: 124–132.